January 24, 2021

.

.

Como Compor Músicas – Curso de Composição Musical e Dicas Para Escrever Temas

Como Compor Músicas – Curso de Composição Musical e Dicas Para Escrever Temas

No meu Curso de Composição Musical, Curso de Composição e Harmonia de janeiro de 2021, eu tenho uma secção final  em que deixo a

transcrição de pensamentos meus finais  sobre a  composição de temas  em projetos de alguns anos em que completei 365 temas- 1 em cada dia.

Penso que vos vão ajudar a compreender como se deve encarar  a composição de música.

No meu curso de Composiçao e Harmonia, você terão acesso a todas as ferramentas de teoria e prática musical  que alguma vez irão precisar.

curso de composição musical

Conclusões, sugestões e ensinamentos tirados na conclusão do meu livro ”365” sobre como compor música

Resolvi partilhar estes pensamentos, pela curiosidade sobre o aspeto criativo que todos nós temos, e porque poderão ser pedagógicos para quem compõe ou começa a compor.

▪1- Dicas de  disciplina para o compositor

Compor todos os dias durante um ano, não é fácil. Porque para além de ter de haver energia cada dia para isso, ainda é preciso estar-se inspirado.

A composição foi sempre a última coisa que fiz no dia. Maior parte dos temas levaram-me 20 a 30 min a escrever. Muitas vezes dera aulas ou um concerto nesse dia, e já estava totalmente esgotado…e ainda por cima  ter de arranjar um pouco de inspiração? Ui! Muito difícil muitas vezes.

Mas fui sempre arranjando tempo, logo, sabia desde princípio que ia conseguir completar o livro, porque até tenho bastante tempo livre. Basta-me tocar 5-6h por dia e o resto estou livre…

Se querem compor com fluência e bem, tentem manter regularidade. Quando paro de escrever e estou um mês sem escrever, a primeira semana em que recomeço é desastrosa… tem de se olear! Escrever temas  exige disciplina diária, assim como praticar um instrumento.

Teoria de Harmonia Musical

Um dos meus compositores favoritos de sempre, Bela Bartok.

▪2-Estrutura  quando se escreve composições

Os temas que escrevi , são na sua maioria de 1 página…..não quis escrever composição muito extensa, senão teria de editar um livro de 700 páginas, o que seria insuportável…mesmo assim, vou ter de arranjar uns 2500 eu para 200 cópias…!

De qualquer forma, mesmo assim escrevi temas de várias partes. Um tema com diversas partes e ambientes cria dinâmicas diferentes e mais interesse na audiência.Até podem ir apresentar os temas e não estar muito bem ensaiados, mas só o facto de  irem para secções diferentes do tema em simultâneo, dá riqueza e um sentimento de coletivo que as pessoas apreciam muito.

▪3-Diversifiquem Estilos na Criação de Composições

Os temas  que escrevi estão repartidos  em secções, de Jazz- standard type song, , Baladas, Modern jazz, Smooth Jazz, Ecm style, Fusão de estilos, World music  (com ritmos improváveis, filme, alternativo classicista, minimal, clássico, house, electro, rock, pop e mais alguns estilos…tentem compor em diversos estilos, para criar flexibilidade e ganhar experiência a compor.

teoria hamónica

▪4-Aprendendo a compor de ouvido

Compor é excelente para desenvolver ouvido, ainda mais que solfejo e treino auditivo. Compus todos temas sem usar sequer o instrumento. Hábito que já tinha. Se querem ouvir bem o movimento de acordes, que depois também ajuda a improvisar, tentem compor bastante. Os meus melhores temas foram a aparecer naturalmente, e tanto tenho temas bons ao princípio do livro de 2014 como no fim…, mas posso garantir que com energia disponível e tempo, componho muito melhor agora do que quando comecei, e ouço qualquer progressão estranha de acordes melhor agora.

Progressões de acordes em Harmonias Maiores ou Menores é fundamental ouvir, e para mim quase infantil agora!

Ouvir progressões de acordes aumentados, diminutos,  acordes dominantes alterados deve ser o objetivo, para além  dos básicos  acordes maiores de 7, menores de 7 e dominantes, é recomendado. Se possível escrever progressões  estranhas desses acordes e improvisar por cima, para nos habituarmos a ouvir coisas inesperadas e estarmos preparados para compor ou improvisar  melodias em qualquer contexto.

escalas maiores e escalas menores, modos gregorianos
escalas maiores e escalas menores, modos gregorianos

▪5-Psicologia na composição de temas

Não se agarrem emocionalmente aos temas. Tenho visto alguns compositores, que compõem 10 temas por ano, e obrigam os outros músicos a tocar (e ao princípio eu fui assim ) os temas custe o que custar  só porque acreditam que estão bons e tem de ser tocados. Erro!

Não façam os músicos da vossa banda sofrer dos ouvidos até deitar sangue. Componham sim, pelo menos 100 temas por ano, e gravem os 10 melhores. É assim que grandes compositores de música clássica, e algum pessoal do pop  ( Beatles, Stevie Wonder, etc…)  lidavam com o acto de compor.

Logo, quando componho, se ao fim de 16 compassos fico atolado, as melodias e os ritmos não estão congruentes e soam mal, e não saio daí, passo logo ao tema a seguir… nem perco tempo.

Observo sim, onde falhei, porque algumas das minhas regras básicas  da teoria de composição de temas, foram totalmente ignoradas. Não fico a chorar desalmadamente 3 dias e desisto de tudo, por não acabar esse tema… Mais rápido vem a inspiração outra vez, e não fico preso emocionalmente 3 meses ao tema à espera do acorde final.

curso de composição

▪6-O assunto do Ego na Composição e no processo de aprendizagem de Composição Musical

Esta ultima observação leva-me ao assunto do EGO. Não há génios para mim. Só somos génios aos olhos dos outros, e se te julgas um génio, é rápido o caminho para a depressão e para a queda, quando começa a falhar…

Deixem-se de coisas, a música não pertence a ninguém, é um conjunto de impressões de átomos com uma vibração intemporal, que existe no tempo, sem passado, presente ou futuro… é eterna, e já está lá antes de a escrever… apenas somos ”mediums” do bom que o Universo tem para nos transmitir. Claro que isto é a minha opinião, mas a verdade é que se se pensar bem, há obras que tem uma força espiritual que não são deste mundo… e tinham definitivamente de existir, independentemente de quem as criou, por mais  explicação de teoria musical que exista.

Deixem-se de egos…..não se levem tão a sério- isso é para as pessoas inseguras, políticos, banqueiros e burocratas.

Um músico ou um artista deve simplesmente ser, absorver, criar  e transmitir democraticamente.

melodias e ritmos

▪7-Regras na composição de melodias e linhas musicais.

Hoje em dia, todas as pessoas têm a tendência para escrever melodias muito fora, esquisitas e temas intragáveis, só porque pensam que tem de ser moderno. Cheguei à conclusão que isso é uma ratoeira, e acho muito mais difícil compor um tema que soe muito bem, consonante e objetivo, que possa tocar a muito mais gente, do que compor uma pseudo-modernice da tanga.

Façam como quiserem…os bons compositores da história da música (de ‘jazz’, clássico, rock e pop) estão lá e demonstraram que às vezes, com 2 acordes e uma melodia fortíssima consegue-se maravilhas e temas eternos, e muito mais do que com um tema moderno e estranho, que vai ser tocado 2 x ao vivo para uma plateia de 5 barbudos com ar de intelectual, ou críticos de música, a maior parte músicos frustrados, que não percebem a ponta de um corno de como se compõe e depois ainda vem tecer comentários sobre o vosso processo de composição…se é esse o vosso objetivo, força! Só se afundam e  desviam-se do objetivo primordial, que é compor música simples e direta, sem perder a qualidade da vossa arte.

curso de música

▪8-Música boa não tem estilo

Quantas vezes já não ouviram isto?

No meu curso de Composição Musical e Harmonia, todas as regras que ensino aplicam -se a todos os estilos de música.

Dixem-se deser crianças com os grupinhos e clubes da música de museu que vocês adoram. Boa música não tem a ver com futebol. Não é só o Porto ou o Benfica na música…eu próprio fui ostracizado desde os meus tempos de professor no Hot Club por escrever e praticar um tipo de música que alguns fascistas acharam que não era tão boa como a música do clube de eleição deles.

Posso até de vez em quando escrever um tema muito bom, mas dado que fui ostracizado, nunca receberei um comentário mais positivo desses bairristas, porque tem uma pala nos olhos, e julgam-se detentores de toda a verdade .

Curso de Composição Musical

E isso transformou o já medíocre mercado de  música de jazz em Portugal, em 2 estilos feudo- maçónicos com direções xenófobas que ainda imperam e arrasaram o mercado em Portugal, para pessoal que até tem jeito mas nunca há -de ter uma hipótese de ser reconhecido:

Só é bom e verdadeiro o ”jazz mainstream” ou de museu e o ”freejazz” , dzem eles.Logo , componham ” punk” ”reggae” ou valsas, mas não componham só num estilo, se querem evoluir….

Aqui tem  um  bom exemplo para vocês,  talvez do maior músico da História que por 7 vezes mudou o rumo da sua música, deixando a sua marca na música mundial para sempre, sem nunca se converter a um ”unico clube de futebol”: Miles Davis

▪9-Façam arranjos dos temas, editem, usem partes do tema que gostam, transformem-nos em exercícos musicais.

Alguns temas do livro, estão no meu ultimo CD ”That smile on your face” ou apareceram aqui no ‘’Facebook’’ com uma produção e gravação rápida com o interesse de divulgar e incentivar. Muitos são só peças, sem sequer ter uma parte para solos…cabe ao músico estudante, editar, re-arranjar e fazer o que quiser com o tema. Poderão depois enviar-me versões, que terei todo o gosto de ouvir.

 

▪10-O livro ”365”  assim como o meu Curso de Composição e Harmonia destina-se a todo o aluno de música e amante.

O livro poderá ser um incentivo à composição, ou até dar algumas ideias de harmonia ou melodia, que às vezes cito na mesma página.

Uso algumas regras que são gerais para qualquer estilo, na forma de melodia , ritmo e harmonização.

Uso  conhecimentos de harmonia sem limite , desde harmonias maiores (campo harmónico maior ) e menores , misturando tudo, intercâmbio modal, empréstimo modal, modulações, substituição do acorde do tritono, teoria dos acordes diminutos, todo o tipo de teoria harmónica de triades, como Hostile Triads, Upper Structure Triads, Paralelismo Triádico, Politonalidade, Simetria, Harmolodics, Sistemas Tonais Alternativos, Reharmonização de  qualquer tipo de escala, sistemas de econvergência musical, composição aleatória, rearmonização aleatória de temas, substituições de acordes,harmonia negativa e tudo que me ajuda a expressar as cores que ouço.

Simplifico e torno o processo de composição bastante intuitivo, e menos formal que na música clássica, em que para uma pessoa escrever uma nota, como dizia um colega meu, ”tem de se benzer 6 vezes”…eu gosto de escrever com rapidez, e sem tanta regra a atrofiar-me…até porque já estão interiorizadas.

Uso cerca de 70 processos diferentes de ideias para compor, a que eu chamo ”starters”.

E muitas vezes misturo esses processos, e faço um tipo de composição que chamo de ”batota criativa”. Para mim não há genialidade…o ego enjoa…há sim Ilusionismo…quem tem muita informação e faz os melhores truques impera…o ego , deixem -no para quem tem inveja vossa.

curso de composição musicla

▪11- Sair da vossa área de conforto e viajar pelo desconhecido e dicas para uma composição fresca!

Para concluir, percebi que estar fechado no quarto a compor não ajuda. Maior parte dos temas foram compostos de cabeça no passeio noturno diário de 25 min com o meu cão, em que farto de estar a puxar os cabelos em casa, resolvi bombear os meus neurónios com ar fresco e oxigénio….faz uma diferença enorme! E amem o desconforto…não componham só no vosso nicho e área confortável….aventurem -se noutros campos, porque vão aprender imenso. Surpreendam-se e quebrem hábitos.!

CUROS DE HARMONIA MUSICAL

Quer saber como compor uma melodia ?

Como fazer uma excelente sequencia de acordes para violão?

Saber todas as escalas musicais e saber como usá-las de uma vez por todas?

Saber todas as harmonias maiores e menores?

VANTAGENS DO CURSO DE COMPOSIÇÃO E HARMONIA DE PEDRO MADALENO

Faça o curso no conforto da sua casa, ao seu ritmo.

Aprendizagem gradual, de 0 a… infinito.Toda a teoria musical, harmónica e ritmica que você precisa para compor bem

Plataforma com discussão de comunidade de alunos, grupo de Facebook de apoio, supervisão constante do Autor , que está sempre disponível para tirar dúvidas.

”Live calls” e aulas extra oferecidas. 

Tenha acesso a segredos de composição dos grandes mestres revelados, Pedro Madaleno estudou com figuras lendárias do ”jazz” e de composição em NY e Berklee College of Music, onde se formou , você vai receber essa informação toda de forma organizada, muito material nunca foi revelado em livros e cursos. 

Ensinado de forma intuitiva, sem complicar e de muito fácil compreensão. 

48 vídeos em 20 secções, cada secção tem um trabalho final para realizar. 

Entrega de certificado. 

1º curso mundial do género em termos de conhecimento, 30 anos de teoria e mestria de composição ensinados. 

Abrange tudo o que você precisa de saber de harmonia, do mais simples ao mais avançado, fique com material para desenvolver durante mais de 20 anos. 

Pode criar os seus próprios exercícios a partir dos modelos de composição explicados. 

Com foco em composição, mas cada secção tem uma parte que explica como usar os conceitos explicados em improvisação. 

Atualização constante da plataforma e ofertas constantes.

 

harmonia e composição

Curso de Composição e Harmonia

de Pedro Madaleno

Aprende a compor  música em qualquer estilo  em menos de 3 meses.
Os  segredos dos grandes génios revelados!

Video

48 Videos de Treino

3 Módulos

20 Secções, Mais de 25h de treino

Starters

35  Maneiras de Compor

Acompanhamento  e Zoom Calls

Grupo de Suporte

Certificado

Certificado e Barra De Progresso
COMENTÁRIOS  AOS CURSOS

O QUE PENSAM MÚSICOS
QUE JÁ FIZERAM  O CURSO?

JOÃO BARRADAS, ACORDEONISTA, CAMPEÃO MUNDIAL DE ACORDEÃO

O Pedro Madaleno é um mentor e uma das mentes musicais mais organizadas a residir no nosso país. Estudei particularmente com o Pedro durante a minha adolescência e ainda hoje guardo os seus apontamentos, plenos e íntegros, que me mostraram novos horizontes e diferentes abordagens à improvisação: Da filosofia Harmolodics de Ornette Coleman às aplicações práticas de Thesaurus of Scales and Melodic Patterns de Nicolas Slonimsky, das mais variadíssimas técnicas de composição às suas histórias, em primeira mão, dos anos vividos a estudar em NYC com grandes mestres do Jazz. Estes cursos são uma ferramenta única e imprescindível a qualquer músico que deseja aprofundar o seu conhecimento de uma forma guiada, séria e actual. Obrigado Pedro Madaleno!

MÁRIO DELGADO,GUITARRISTA E COMPOSITOR

Quando o Pedro Madaleno regressou de NY onde estudou na New School e particularmente com alguns nomes sonantes da história do Jazz com os quais seria hoje em dia impossível estudar, por diversas razões. Tive a grande felicidade de ter aulas de composição e improvisação com ele, aulas essas que foram na altura lecionadas no Hot Clube. Nessa altura aprendi conceitos muito únicos e “fora da caixa” que usei na criação de muitos temas que ainda hoje fazem parte do meu repertório. Ele é um pedagogo muito inspirado e inspirador, com um método e organização brilhante e muito funcional. Este método será uma aglutinação da experiência de todos estes anos de ensino e aplicação destes seus super poderes. Muito obrigado Pedro!
YURI  DANIEL, BAIXISTA DE
JAN GARBAREK
O workshop de composição, na realidade é um 3 em 1, é um curso de Harmonia (completa), mais um de Improvisação e de Composição.
Não há dúvidas que o Pedro extraiu todo o potencial dos cursos que fez lá fora (NY) e que é o único que pode explicar e transmitir de uma forma simples e objetiva toda a matéria dos anos de estudo com vários mestres do jazz. (ver o curriculum do Pedro)
O Pedro confia plenamente na capacidade dos seus alunos, ele administra toda a matéria super bem organizada em 3 meses, em outros lugares isso seria equivalente a 2 anos ou assim, a sugar tempo e dinheiro.
Para mim, foi realmente um abrir para a minha música, adquiri todas as ferramentas que procurava, para pôr cá para fora a minha música. As minhas lacunas no campo da harmonia foram saradas 🙂 todas as dúvidas que tinha e outra coisa que sabia, mas era-me difícil explicar foram limpas e reorganizadas.
Por sua vez sinto que também me ajudou muito no campo da improvisação.
Conheço o Pedro desde 1989 ou assim, acho que aquilo que sei de música devo a ele.

PEDRO MADALENO

Pedro Madaleno
Discípulo de Jim Hall,  Lee Konitz , John Abercrombie , John Scofield , Kenny Werner , Karl Berger e outras lendas do jazz,
Pedro Madaleno é considerado um dos músicos de Jazz mais ativos em Portugal, um compositor prolífico com mais de 3000 composições escritas e um excelente professor, tendo ensinado grande parte da geração de músicos atuais portugueses entre 1990 e 2020. Com uma carreira super produtiva, estudou vários anos nos EUA, com algumas das lendas do “jazz”, e grandes compositores.
Para além de bom instrumentista e  excelente compositor  compõe também música para documentários, teatro  e música alternativa, de vários estilos. Pedro toca há mais de 40 anos em todo o mundo, buscando um nível de excelência máxima nos seus concertos e ao mesmo tempo   dirigindo  e lecionando  Clínicas em muitos países.

 

Pedro Madaleno Music Academy
Programa de Afiliados

NÃO PERCAS A OPORTUNIDADE!

Ganha todos os meses comissões de 30% a 50% com os nossos programas

Obrigado por ler o meu artigo sobre Como Compor Músicas – Curso de Composição Musical e Dicas Para Escrever Temas