O que é Harmonia?

O que é Harmonia?

Harmonia ocorre sempre que duas ou mais notas de diferentes graus são tocadas ao mesmo tempo.
Harmonia se aplica estritamente aos instrumentos tonais, então palmas e sapateados ao mesmo tempo não criarão uma harmonia.

Pode ser simplista mas numerais romanos são extremamente úteis. Eles te dirão a qual grau harmônico acorde pertence e esse grau indica a função do acorde em uma obra musical.Você pode associar harmonias a vocais, mas elas também podem ser produzidas em todos os instrumentos multi tonais– violões, sintetizadores, pianos– ou uma combinação de instrumentos de tom único tocando diferentes notas ao mesmo pace, como duas pessoas cantando juntas.

Como a harmonia funciona: numerais romanos
Harmonia é tópico extenso. Você pode facilitar sua familiarização aprendendo pouco de teoria musical. As progressões harmônicas na música são representadas por numerais romanos.

Tudo que você precisa fazer é substituir o nome do acorde pelo character romano que indique o grau que ele ocupa na escala tonal.

Não importa se você é músico experiente ou se acabou de começar os estudos, a teoria music traz enormes benefícios criativos.

Construir música através de sólidas e cativantes harmonias é uma habilidade crucial para qualquer criador musical.

De strikes do R&B até faixas acústicas de people e obras orquestrais, a harmonia é elemento main de basicamente tudo.

Harmonia é uma das partes mais importantes de uma música e pode ser muito difícil compreendê-la corretamente.

O que é a harmonia na música?
A harmonia ocorre sempre que duas ou mais notas de diferentes graus são tocadas ao mesmo pace. A harmonia pode se referir ao arranjo dos graus individuais em acorde, assim como a toda a estrutura de acordes em uma obra musical. Porém, o conceito de harmonia na teoria music geralmente se refere à construção dos acordes, à sua qualidade e suas progressões.

Hoje iremos mostrar o que a harmonia na música realmente é. Você vai aprender o que são harmonias, como identificá-las e como compor inserir uma boa harmonia na sua própria música.

Você não precisa saber tudo sobre música para ser criativo. Contudo, existem algumas partes de uma obra music que exigem conhecimento para que seu talento na composição seja desbloqueado– a harmonia é uma delas.

Na música tonal existem três categorias funcionais principais:

Acordes Tônicos
Os acordes tônicos são pontos de descanso onde o movimento harmônico de uma música é mais estável.

Essa agradável tensão entre a tônica e a dominante é a base para progressões harmônicas na música.

Se você escutar cuidadosamente ao acorde de sétima dominante, você conseguirá identificar como o book e o sétimo
graus da escala nele contidos naturalmente tendem a estabilizarem-se na terça e na tônica, respectivamente, para assim resolver an acorde de tônica.

Um acorde de sétima dominante inclui o book e o sétimo grau da escala, que são os dois intervalos de semitons presentes na escala maior.

Acordes Dominantes
Os acordes dominantes vêm em seguida em termos de importância. Você pode pensar neles como uma espécie de antítese aos acordes tônicos.

Acordes dominantes vêm da tríade construída a partir do 5º grau da escala.

Tônica
Dominante
Subdominante
Na música tonal, existem três categorias funcionais: tonica, subdominant e dominante.

Então se I e V são como os pólos Norte e Sul harmônicos, o que falar sobre os demais?

Acordes subdominantes
O outro acorde elementar é o subdominante, utilizado para fazer a ligação entre I e V.

Porém, se você busca somar notas para harmonizar uma melodia você já deve ter começado a buscar pelos acordes.

Análise Harmônica
Para observar essas relações em ação, escreva os numerais romanos embaixo dos acordes de suas músicas favoritas.

Escrever os numerais romanos ao invés dos nomes dos acordes é uma forma de análise harmônica.
Nesse exemplo, eu escrevi por extenso a progressão de acordes de uma música dos Beatles, primeiro com os nomes dos acordes, depois com numerais romanos e, por fim, com as categorias dos acordes.

Escrever os numerais romanos ao invés dos nomes dos acordes é uma forma de análise harmônica. Isso te mostra a estrutura subjacente de uma música, para que você consiga entender como ela funciona.

Dessa maneira, você pode facilmente ver o ciclo sophisticated da progressão de tônica à subdominante, depois para a dominante e então para a tônica novamente– isso é harmonia funcional!

Uma vez que você puder identificar o contorno harmônico de uma canção, você conseguirá descobrir como aplicar o seu próprio toque a ela.
Como harmonizar uma melodia
Começar com acordes e numerais romanos pode ser bom para compor músicas rapidamente– especialmente se você estiver compondo em instrumento harmônico como o teclado ou o violão.

Experimente utilizar análise harmônica para entender suas músicas favoritas. Uma vez que você puder identificar o contorno harmônico de uma canção, você conseguirá descobrir como aplicar o seu próprio toque a ela.

Então como começar a harmonizar uma melodia?

Quando você adiciona uma nota de harmonia acima ou abaixo da sua melodia principal, ela precisa “concordar” com o acorde relativo à ela. Isso significa que ela não pode ser tom dissonante longe da escala.

Contudo, a ideia main de que cada linha de harmonia deve fazer sentido em seu próprio contexto é verdadeira para todos os que escrevem música.

Contraponto
Conforme sua harmonia se desenvolva, você estará criando uma outra linha de melodia em cima da initial. Este é o coração de uma disciplina music chamada contraponto.

A grande maioria das canções pop não conterão contraponto sofisticado.

Os bunches dos acordes (graus 1,3,5 e 7) do acorde subjacente geralmente serão sua melhor escolha. Estes são os loads mais poderosos e estáveis para se ter como referência.

Identifique o papel do acorde subjacente com numerais romanos e encontre a sua armadura de clave para ver quais notas você pode usar para harmonizar com sua melodia.

Linhas em uma melodia harmonizada podem fluir em quatro diferentes tipos de movimento:

Movimento paralelo é quando duas vozes se movem mantendo o a mesma relação intervalar.
Movimento comparable é quando duas vozes se movem de acordo com o mesmo contorno melódico.
Movimento oblíquo é quando uma voz se action enquanto a outra permanece no mesmo lugar.
Movimento contrário é quando duas vozes se movem em direções opostas.

Tente evitar a criação de vozes em bloco que movem somente paralelamente nas suas composições.
Em vez disso, veja se sua linha de harmonia pode usar uma combinação dos diferentes tipos de movimento para a passagem entre acordes.

Harmonia perfeita
Harmonia é uma parte absolutamente critical de uma composição music e ela não deve ser intimidadora.

Tente evitar a criação de vozes em bloco que movem somente paralelamente.

Comece na harmonização escrevendo os numerais romanos, analisando canções que você gosta e costurando diferentes melodias em suas músicas– logo design logo você estará compondo belezuras.

CUROS DE HARMONIA MUSICAL

CURSO DE COMPOSIÇÃO MUSICAL E HARMONIA

Quer saber como compor uma melodia ?

Como fazer uma excelente sequencia de acordes para violão?

Saber todas as escalas musicais e saber como usá-las de uma vez por todas?

Saber todas as harmonias maiores e menores?

VANTAGENS DO CURSO DE COMPOSIÇÃO E HARMONIA DE PEDRO MADALENO

Faça o curso no conforto da sua casa, ao seu ritmo.

Aprendizagem gradual, de 0 a… infinito.Toda a teoria musical, harmónica e ritmica que você precisa para compor bem

Plataforma com discussão de comunidade de alunos, grupo de Facebook de apoio, supervisão constante do Autor , que está sempre disponível para tirar dúvidas.

”Live calls” e aulas extra oferecidas. 

Tenha acesso a segredos de composição dos grandes mestres revelados, Pedro Madaleno estudou com figuras lendárias do ”jazz” e de composição em NY e Berklee College of Music, onde se formou , você vai receber essa informação toda de forma organizada, muito material nunca foi revelado em livros e cursos. 

Ensinado de forma intuitiva, sem complicar e de muito fácil compreensão. 

48 vídeos em 20 secções, cada secção tem um trabalho final para realizar. 

Entrega de certificado. 

1º curso mundial do género em termos de conhecimento, 30 anos de teoria e mestria de composição ensinados. 

Abrange tudo o que você precisa de saber de harmonia, do mais simples ao mais avançado, fique com material para desenvolver durante mais de 20 anos. 

Pode criar os seus próprios exercícios a partir dos modelos de composição explicados. 

Com foco em composição, mas cada secção tem uma parte que explica como usar os conceitos explicados em improvisação. 

Atualização constante da plataforma e ofertas constantes.

 

harmonia e composição

Curso de Composição e Harmonia

de Pedro Madaleno

Aprende a compor  música em qualquer estilo  em menos de 3 meses.
Os  segredos dos grandes génios revelados!

Video

48 Videos de Treino

3 Módulos

20 Secções, Mais de 25h de treino

Starters

35  Maneiras de Compor

Acompanhamento  e Zoom Calls

Grupo de Suporte

Certificado

Certificado e Barra De Progresso
COMENTÁRIOS  AOS CURSOS

O QUE PENSAM MÚSICOS
QUE JÁ FIZERAM  O CURSO?

JOÃO BARRADAS, ACORDEONISTA, CAMPEÃO MUNDIAL DE ACORDEÃO

O Pedro Madaleno é um mentor e uma das mentes musicais mais organizadas a residir no nosso país. Estudei particularmente com o Pedro durante a minha adolescência e ainda hoje guardo os seus apontamentos, plenos e íntegros, que me mostraram novos horizontes e diferentes abordagens à improvisação: Da filosofia Harmolodics de Ornette Coleman às aplicações práticas de Thesaurus of Scales and Melodic Patterns de Nicolas Slonimsky, das mais variadíssimas técnicas de composição às suas histórias, em primeira mão, dos anos vividos a estudar em NYC com grandes mestres do Jazz. Estes cursos são uma ferramenta única e imprescindível a qualquer músico que deseja aprofundar o seu conhecimento de uma forma guiada, séria e actual. Obrigado Pedro Madaleno!

MÁRIO DELGADO,GUITARRISTA E COMPOSITOR

Quando o Pedro Madaleno regressou de NY onde estudou na New School e particularmente com alguns nomes sonantes da história do Jazz com os quais seria hoje em dia impossível estudar, por diversas razões. Tive a grande felicidade de ter aulas de composição e improvisação com ele, aulas essas que foram na altura lecionadas no Hot Clube. Nessa altura aprendi conceitos muito únicos e “fora da caixa” que usei na criação de muitos temas que ainda hoje fazem parte do meu repertório. Ele é um pedagogo muito inspirado e inspirador, com um método e organização brilhante e muito funcional. Este método será uma aglutinação da experiência de todos estes anos de ensino e aplicação destes seus super poderes. Muito obrigado Pedro!
YURI  DANIEL, BAIXISTA DE
JAN GARBAREK
O workshop de composição, na realidade é um 3 em 1, é um curso de Harmonia (completa), mais um de Improvisação e de Composição.
Não há dúvidas que o Pedro extraiu todo o potencial dos cursos que fez lá fora (NY) e que é o único que pode explicar e transmitir de uma forma simples e objetiva toda a matéria dos anos de estudo com vários mestres do jazz. (ver o curriculum do Pedro)
O Pedro confia plenamente na capacidade dos seus alunos, ele administra toda a matéria super bem organizada em 3 meses, em outros lugares isso seria equivalente a 2 anos ou assim, a sugar tempo e dinheiro.
Para mim, foi realmente um abrir para a minha música, adquiri todas as ferramentas que procurava, para pôr cá para fora a minha música. As minhas lacunas no campo da harmonia foram saradas 🙂 todas as dúvidas que tinha e outra coisa que sabia, mas era-me difícil explicar foram limpas e reorganizadas.
Por sua vez sinto que também me ajudou muito no campo da improvisação.
Conheço o Pedro desde 1989 ou assim, acho que aquilo que sei de música devo a ele.

PEDRO MADALENO

Pedro Madaleno
Discípulo de Jim Hall,  Lee Konitz , John Abercrombie , John Scofield , Kenny Werner , Karl Berger e outras lendas do jazz,
Pedro Madaleno é considerado um dos músicos de Jazz mais ativos em Portugal, um compositor prolífico com mais de 3000 composições escritas e um excelente professor, tendo ensinado grande parte da geração de músicos atuais portugueses entre 1990 e 2020. Com uma carreira super produtiva, estudou vários anos nos EUA, com algumas das lendas do “jazz”, e grandes compositores.
Para além de bom instrumentista e  excelente compositor  compõe também música para documentários, teatro  e música alternativa, de vários estilos. Pedro toca há mais de 40 anos em todo o mundo, buscando um nível de excelência máxima nos seus concertos e ao mesmo tempo   dirigindo  e lecionando  Clínicas em muitos países.

 

Leave a Reply